Facebooklinkedinyoutubeinstagram

Sua forma de alimentação pode economizar água

Dia 03 de junho é aniversário da ECO92, uma conferência organizada pela ONU e realizada no Rio de Janeiro, com o objetivo de debater problemas ambientais mundiais e buscar soluções para diminuir a degradação ambiental. Além da sensibilização das sociedades e das elites políticas, a conferência teve, como resultado, a produção de alguns documentos oficiais fundamentais à preservação do meio ambiente e da qualidade de vida da população mundial.

Não há dúvidas de que a ECO92 foi um marco importante na luta pela preservação. Mas, o que pode ser feito por cada um de NÓS, no dia a dia, pela preservação dos recursos naturais?

Um dos principais recursos naturais para que exista vida é a água e contribuir para sua preservação é de extrema importância. Uma das atitudes mais importantes e da qual pouco se fala é a importância de comer melhor. Mas como o que você come pode interferir tanto no meio ambiente?

Cerca de 70% da água do mundo é usada na produção de alimentos. Para cada quilo de carne bovina, por exemplo, são gastos 15 mil litros de água, do plantio de alimento para o gado até a limpeza de seus dejetos. A irrigação das plantações é realizada principalmente por aspersão. Assim, apenas a metade da água até as raízes das plantas e o resto se perde na evaporação ou é levado pelo vento.

Para colaborar com o meio ambiente e preservar as reservas de água, deve-se exercer o consumo consciente dos alimentos. O primeiro passo é comprar, de fato, o que será consumido. O desperdício de um alimento é também o desperdício de toda a água utilizada no seu processo produtivo. Comprar sem necessidade é contribuir para a produção de lixo e para o consumo excessivo da água, além de outros recursos naturais.

Outra dica é dar preferência a frutas, legumes e verduras da estação, pois exigem menos água para seu cultivo. A armazenagem correta também é importante, para evitar que esses alimentos se percam e, com eles, toda a água utilizada para produzi-lo.

No Brasil, um terço dos alimentos se perde no caminho, na produção, na estocagem, na distribuição e em casa. Junto com tanto alimento indo para o lixo, também é desperdiçada uma imensa quantidade de água. Então, que tal pensar nisso antes de comprar mais do que o necessário?

Assim como líderes políticos fizeram na ECO92 e várias empresas fazem em seu processo industrial, é preciso que todos nós colaboremos com a preservação do meio em que vivemos. O consumo de bens, perecíveis ou não, deve ser feito de forma racional. Diga não ao desperdício!

Deixe uma resposta